17/05/2018 às 12h38min - Atualizada em 17/05/2018 às 12h38min

SINDSJUS-PI é veementemente contra manifestação durante inauguração do Fórum de Parnaíba

SINDSJUS - PI

O Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado do Piauí (SINDSJUS-PI) vem a público informar aos filiados e demais Servidores do Judiciário piauiense que não apoia a possível manifestação prevista para ocorrer nesta sexta-feira (18), durante a inauguração do novo Fórum da Comarca de Parnaíba, no litoral do Estado.

A diretoria do SINDSJUS-PI ressalta ainda que a orientação é que os servidores se abstenham, terminantemente, de promover e/ou participar de qualquer ato  nesse sentido. Isso porque, a briga para derrubar o veto ao reajuste salarial e pelos demais interesses da categoria nada tem a ver com a inauguração desse prédio, que, pelo contrário, vem a garantir melhores condições de trabalho para os servidores, magistrados, promotores, defensores públicos, advogados, jurisdicionado parnaibano  e de atendimento para a sociedade como um todo.

O SINDSJUS-PI reafirma seu posicionamento de luta em prol da categoria e ressalta que tem desenvolvido uma série de ações em Teresina, junto à presidência do Tribunal de Justiça (TJ-PI), bem como aos deputados estaduais, no sentido de derrubar esse veto tão prejudicial aos servidores. Neste sentido, inclusive, o SINDSJUS-PI reforça que a categoria deve demonstrar sua força é na próxima semana, quando o veto deve ser analisado na Assembleia Legislativa.

“É neste momento que o maior número possível de servidores deve ir até a casa do Legislativo e fortalecer o movimento, a fim de que os deputados derrubem o veto de constitucionalidade duvidosa dado pelo governador Wellington Dias. É preciso entender que a pressão aos deputados, neste contexto, será uma forma bem mais eficiente, democrática e impactante de protestar”, reforça o presidente do SINDSJUS-PI, Carlos Eugênio de Sousa.

Por fim, o sindicato informa que, até o momento, a provável data para apreciação do veto na ALEPI é na próxima terça-feira (22). Assim que esta informação for confirmada pelos deputados, o SINDSJUS-PI repassará aos servidores, para que todos possam, aí sim,  participar e fortalecer o ato.

Notícias Relacionadas »
Comentários »