12/07/2020 às 11h10min - Atualizada em 12/07/2020 às 11h10min

TJPI busca formalizar convênio com instituições financeiras com vista a garantir carência no pagamento de empréstimos consignados a seus servidores

Sindsjus/PI
O Presidente do TJ-PI, Des. Sebastião Ribeiro Martins, solicitou aos gerentes da CEF  PAB/TJPI, do  BB, agência setor público,  e do SICOOB/JURISCRED, que os mesmos informem  o interesse e viabilidade de formalização de convênio com PJPI com o fito de garantir que servidores e magistrados estaduais tenham direito a carência de até três meses para começarem a pagar o empréstimo consignado.

No ofício enviado aos citados gerentes na última segunda e terça-feira (Ofício-Circular Nº 184/2020 -PJPI/TJPI/PRESIDENCIA/SOF), Sua Excelência Presidente mencionou que “O atual contexto econômico exige medidas excepcionais para o enfrentamento dos efeitos provocados pela pandemia do  COVID – 19 e que nesse diapasão  a Presidência do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí, sensível à situação evidenciada e ciente da imprescindibilidade da valorização dos servidores e magistrados do Poder Judiciário, SOLICITA que Vossas Senhorias informem o interesse e viabilidade de formalização de convênio com o PJPI com as instituições bancárias que representam, com o fito de garantir que servidores e magistrados estaduais tenham direito a carência de até três meses para começarem a pagar o empréstimo consignado”.

O presidente encerrou o oficio dizendo que “esta medida visa o alcance de alternativas que desonerem o orçamento dos tomadores de crédito junto às instituições financeiras onde possuam conta salário ou relacionamento bancário, priorizando a utilização dos recursos para as despesas de primeira necessidade.”

O Sindsjus/PI, que a pedido de vários de seus filiados fez este pleito ao Presidente do TJ-PI, está acompanhado a tramitação da solicitação e trabalhando para que o convênio seja formalizado.
 

Notícias Relacionadas »
Comentários »