09/06/2020 às 14h35min - Atualizada em 09/06/2020 às 14h35min

Retomada às atividades presenciais no Judiciário piauiense será gradual e cautelosa e não ocorrerá antes de julho

Sindsjus/PI

O Grupo de Trabalho instituído pelo Presidente do TJ/PI com o objetivo de implementar e acompanhar as medidas de retorno gradual ao trabalho presencial, no âmbito do Poder Judiciário piauiense, instituído pela  Portaria (Presidência) Nº 1102/2020 - PJPI/TJPI/SECPRE, de 03 de junho de 2020, e pela Portaria (Presidência) Nº 1127/2020 - PJPI/TJPI/SECPRE, de 08 de junho de 2020, do qual o Sindsjus/PI faz parte, teve sua primeira reunião nesta terça-feira (9).

Na reunião, o grupo de trabalho, a exemplo das sugestões apresentadas pelos servidores ao Sindsjus/PI, também entendeu que ainda não é o momento ideal para o retorno às atividades presenciais no âmbito do Judiciário piauiense e deliberou que as sugestões apresentadas pelos membros da comissão sejam  protocoladas até a próxima quinta-feira e discutidas na próxima reunião do grupo, a qual ficou marcada para o dia 16 do fluente mês.

Assim sendo, o retorno às atividades presenciais, no âmbito do Judiciário piauiense, deverá ser precedido dos cuidados necessários para evitar a contaminação pelo novo coronavírus, tais como aquisição de EPIs  para o uso dos servidores e magistrados, percentual mínimo de servidores em atividade presenciais, e seu início não ocorrerá antes do mês de  julho.   
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »