22/11/2018 às 08h55min - Atualizada em 22/11/2018 às 08h55min

Sindsjus-PI defende proposta orçamentária do TJ-PI em audiência pública na Alepi

SINDSJUS/PI
 
O Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado do Piauí (Sindsjus-PI) participou, na manhã desta quarta-feira (21), da audiência que discutiu o Orçamento do Estado para 2019.
 
A audiência pública, que ocorreu na sala da Comissão de Constituição e Justiça, foi presidida pelo deputado Wilson Brandão (PP), presidente da Comissão de Fiscalização e Controle, Finanças e Tributação, e contou com a presença, dentre outros, dos deputados Nerinho (PTB), relator da proposta orçamentária, Zé Santana (MDB), Francisco Limma (PT), líder do Governo, Gustavo Neiva (PSB), Firmino Paulo (PP), Júlio Arcoverde (PP), Georgiano Neto (PSD), Dr. Hélio (PR) e Severo Eulálio (MDB), além do representante do Poder Judiciário, Dr. Roosevelt Figueiredo, da Defensoria Pública, UESPI,  Seinfra, Sindicato de Auditores Fiscais do Estado e  Sindicato dos Servidores da Fazenda.


O presidente do Sindsjus-PI, Carlos Eugênio de Sousa, durante sua fala defendeu a proposta orçamentária apresentada pelo Poder Judiciário do Estado do Piauí para o ano de 2019, que prevê 13,68% de aumento em relação ao orçamento de 2018.
 
Em resposta aos questionamentos, o Secretário de Planejamento Antônio Neto disse que o Estado está dentro do limite de gastos. “Essa questão de repasse para Poderes vem sempre sendo preponderante, e todos são importantes. Mas o que está acordado, com autorização do Governador, um aumento de 4,5% para todos os demais poderes na Fonte do Tesouro. Esse é o máximo que o Executivo pode acordar”, explicou.
 

Notícias Relacionadas »
Comentários »