11/09/2018 às 20h48min - Atualizada em 11/09/2018 às 20h48min

Plenária debate sobre horário de expediente e proposta aprovada pela comissão de orçamento do TJ/PI

Ascom
 
Foi realizada na manhã desta terça-feira (11) uma plenária para discutir as mudanças no horário de expediente dos servidores, bem como a proposta orçamentária do Poder Judiciário do Estado do Piauí para o ano de 2019 aprovada pela comissão de orçamento do TJ-PI. O encontro resultou em dois encaminhamentos e serviu para unificar a categoria em torno da insatisfação diante de alguns pontos que envolvem essas questões.
 
Durante a plenária de hoje, o presidente do Sindsjus-PI informou que ainda na semana passada, após a comissão de orçamento rejeitar a quase totalidade dos pleitos dos servidores, encaminhou ofício ao presidente do TJ-P reiterando os pleitos dos servidores para a proposta orçamentária e a pauta de reivindicações  da categoria para o ano de 2019. Ao final da discussão a categoria decidiu, à unanimidade,  que a presidência do TJ-PI fosse oficiada sobre a insatisfação da categoria quanto à proposta de orçamento aprovada pela comissão, bem como que o Sindsjus-PI reforçasse os pleitos apresentados pelos servidores para a proposta orçamentária e a pauta de reivindicações da categoria para 2019, especialmente quanto ao reajuste do subsídio e das verbas indenizatórias e dos auxílios dos servidores.
 
Outro ponto discutido foi sobre o horário de expediente. Desde o início deste mês, com a implantação do segundo turno de trabalho no Judiciário piauiense, os servidores viram sua rotina mudar. Durante a plenária, muitos reclamaram que a mudança ocorreu sem que a categoria sequer fosse ouvida. O encaminhamento aprovado por unanimidade para esta questão foi o restabelecimento do banco de horas dos servidores, para que estes possam registrar as horas e os minutos trabalhados a mais no início ou no final do expediente previsto, que agora é de 8h às 17h. 
 
Após a plenária, o presidente do Sindsjus, acompanhado do diretor financeiro e do assessor jurídico do sindicato, reuniu-se com o desembargador Erivan Lopes, presidente do TJ-PI, e apresentou, pessoalmente a Sua Excelência, os encaminhamentos dos servidores e reforçou os termos do pedido feito através do ofício encaminhado pelo sindicato na semana passada. O desembargador Erivan Lopes ouviu as reivindicações, mas não se comprometeu acatá-las, porém se comprometeu analisá-las.
 
Além do mais, depois da reunião,  o Sindsjus-PI protocolou o ofício respectivo (ofício  nº 89/2018),  ratificando  os termos da solicitação feita anteriormente através do ofício nº 88/2018 - Processo  nº 18.0.0004-41596-7, na forma deliberada em plenária.
 
A apreciação da proposta orçamentária elaborada pela comissão de orçamento do Judiciário piauiense para o ano de 2019 está marcada para esta quarta-feira (12), às 12:30 horas, em  sessão extraordinária do egrégio do Tribunal Pleno do TJ-PI, marcada especialmente para esse fim.
 

Notícias Relacionadas »
Comentários »